Anunciar no Guia da Cidade de Arujá
Cotidiano

Postos de SP vendem gasolina com até 74% de etanol e solvente, apontam testes

O sindicato que representa mais de 7 mil postos de combustíveis no estado de São Paulo diz que 40% dos estabelecimentos vendem gasolina fora dos padrões, com etanol a mais que o permitido ou com solvente. Em alguns postos, foi constatado em teste que a gasolina tinha 74% de etanol e solvente. Em outros, veio menos gasolina no tanque do que foi registrado na bomba.

O SP1 visitou 21 postos nas 4 regiões da cidade entre os dias 5 e 19 para coletar gasolina e fazer testes. Mais da metade das amostras estavam com mais de 50% de etanol. O permitido é, no máximo, de 27%.

Em um dos testes em um posto da Avenida M’Boi Mirim, a amostra deu 64% de etanol. A concentração da composição química indicou que o produto não era gasolina, mas um solvente com mistura de etanol, segundo constatou o técnico em química do Sincopetro, José Reis Alves.

Em outro teste, a gasolina testada tinha 74% de etanol além de uma substância similar a solvente. “Não tem cheiro nem cor de gasolina”, constatou o técnico.

Menos por mais

Em um posto no Itaim Bibi, também na Zona Sul, o abastecimento de 25 litros na bomba resultou em 24,4 litros no tanque. Faltou mais de meio litro e a concentração de gasolina também estava fora do permitido. Ou seja, o cliente perdeu duas vezes.

A Secretaria Estadual da Fazenda diz que faz operações constantes, mas que as fraudes estão mais sofisticadas e tecnológicas. A Agência Nacional do Petróleo diz que a qualidade da gasolina vendida é boa e que a fiscalização está dentro dos padrões. No ano passado a ANP fez 90 autuações.