Anunciar no Guia da Cidade de Arujá
Saúde

Casos de urgência na saúde de Santa Isabel passam a ser atendidos por meio de consórcio regional

A partir desta segunda-feira (21), as ocorrências de saúde de Santa Isabel passam a ser atendidos pelo Consórcio Regional do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Cresamu).

As ligações agora serão recebidas pela sede do 192 em Mogi das Cruzes e atendidas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) da base reformada e inaugurada na sexta-feira (18), em Santa Isabel.

A entrada da cidade no consórcio ocorreu em maio do ano passado, após a aprovação dos cinco municípios que já integravam a rede: Mogi das Cruzes, Salesópolis, Biritiba Mirim, Guararema e Arujá. O pagamento das despesas é rateado de acordo com a população de cada cidade.

O secretário municipal de Saúde, Cléber Kerchner, explica que o município era atendido pela subdivisão de Guarulhos e contava com menos serviços do que o oferecido pelo Cresamu.

“O Cresamu tem as UTIs móveis e contato imediato com o helicóptero Águia da Polícia Militar, que aumentam a nossa estrutura em casos mais graves. Em Santa Isabel temos apenas duas ambulâncias para atender à população, agora, em um caso grave, teremos o auxílio das demais cidades que participam do consórcio, como Arujá”, destaca.

Além disso, a partir de agora os casos mais graves poderão ser encaminhados diretamente aos hopitais Luzia de Pinho Melo e Santa Casa de Mogi sem a necessidade de uma intermediação da Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde (Cross).

No novo sistema, Santa Isabel deverá economizar nos gastos com serviços de socorro. “Hoje nós temos um custo estimado de R$ 105 mil. A gente inicia pagando no consórcio R$ 89 mil, mas a partir de junho, com o dissídio dos funcionários, o valor sobe para R$ 93 mil”, conta Kerchner.

Adaptação

A inclusão de Santa Isabel no Cresamu elevará o número de bases descentralizadas para sete. Duas em Mogi: na UPA 24h Oropó e em Braz Cubas; e uma em cada cidade participante. No bairro do Shangai, em Mogi, fica a sede. O Cresamu passa a ter 18 viaturas, sendo duas de suporte avançado.

Para atender Santa Isabel, o consórcio teve a necessidade de contratar técnicos. "Estas despesas, juntamente com a inclusão de mais uma viatura e demais custos, foram rateados entre os consorciados e não houve aumento dos valores já previstos para o orçamento de 2018", explica a coordenadora do consórcio, Marly Inês dos Reis Monteiro.

Na avaliação de Marly, Santa Isabel ganhará agilidade nos atendimentos de urgências e emergências, com destinação adequada dos pacientes, nas unidades referenciadas ao Samu 192, tanto no próprio município, quanto no apoio das unidades hospitalares de Mogi das Cruzes e região, conforme grade de referência já pactuada junto aos órgãos competentes e Ministério da Saúde.