Saúde

Diadema e Guarulhos confirmam casos de febre amarela

As cidades de Diadema e Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo, confirmaram casos de febre amarela silvestre. Este é o primeiro caso registrado no município do ABC.

VEJA ONDE SE VACINAR EM SÃO PAULO

O morador de Diadema foi contaminado em Minas Gerais, mas já está em casa e passa bem. A Prefeitura da cidade informou que imunizou 53% da população, e que a campanha de vacinação foi prorrogada até o dia 2 de março.

Em Guarulhos, uma mulher de 20 anos contraiu a doença na própria cidade, pois mora no Jardim Primavera, uma área de mata. Ela também já teve alta do hospital e passa bem. Este foi o primeiro caso da doença contraída na própria cidade.

A Prefeitura do município informou que a campanha de vacinação continua em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS), sem necessidade de agendamento.

Campanha de vacinação

A Secretaria Estadual de Saúde informou que a campanha de vacinação contra a febre amarela será prorrogada por mais duas semanas e irá até 2 de março em todo o estado. A meta é imunizar 5,8 milhões de pessoas até lá.

No sábado (17), a procura pelos postos no "Dia D" foi pequena. Um balanço preliminar mostra que mais de 3,4 milhões de pessoas foram imunizadas no estado desde o início da segunda fase da campanha, em 25 de janeiro. Do total de vacinados, 96% recebeu a dose fracionada da vacina.

A região com menor cobertura ainda é a Baixada Santista, com 23,1%. Lá, um morador de Itanhaém morreu com a doença. No Vale e litoral, a cobertura é de 33,1%.

O ABC tem 36% e a capital atingiu 46,2%, vacinando mais de 1,5 milhões dos 3,3 milhões de moradores dos distritos definidos na campanha.

 

Search

0
Shares

Opa! Já visitou nossa páginas?

Close

Bem-vindo(a)! Aproveite para curtir e seguir @cidadedearuja nas redes sociais.